sexta-feira, 30 de julho de 2010


"Não tive uma vida má. Fiz tudo o que queria"
António Feio

...e assim levaste o melhor desta vida da treta. até sempre.

domingo, 25 de julho de 2010

do you see stars?


Oscar Wilde

sexta-feira, 23 de julho de 2010

devaneio #65737

achava eu que o fogo estava controlado. mas não. ainda era cedo. bastou um soprozinho para que as brasas adormecidas voltassem a arder cheias de vigor e vida. todo o meu esforço de tentar evitar que o teu oxigénio provocasse uma reacção inflamável foi em vão. o oxigénio que dá vida, fez estragos. alimentou as brasas medonhas a que me começava a habituar e aquele calor infernal fez-me de novo sentir viva, desperta e intensa. as chamas iluminaram de novo caminhos a que eu tão custosamente fui resistindo. o caos voltou-se a instalar. não me estou a queixar. gosto da vivacidade que o ardor traz à minha alma. gosto até, de me sentir queimada, para depois sentir o alivio com algo apaziguador. mas, apesar de sentir tudo isto ser o que mais anseio, sei que neste momento, as brasas soalheiras são o melhor para o meu equilíbrio. controlar o fogo é necessário, mas necessário é também o teu oxigénio. porque antes um fogo caótico ou umas brasas mornas, do que umas cinzas frias e mortas por desvanecimento de algo que já deu tanta vida.

a natureza divagadora deste texto deve-se exclusivamente à tendência de devaneios madrugadores da autora. e agora vou dormir que daqui a duas horas vou fazer análises e tenho que tar desperta para conseguir fazer xixi num copo.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

damn right


domingo, 18 de julho de 2010

pelos caminhos de Portugal









what i saw last night

dEUS, editors e ben harper & the rentless seven @ marés vivas.


 não querendo desfazer dos editors e do ben harper, esta música, foi para mim, o momento alto da noite.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

sabes que estás a ser paranóica quando

te comparas ao harry potter só porque tiveste um pressentimento que se concretizou tal e qual como previste e imediatamente a seguir começou a doer-te a cabeça. posso não ter uma cicatriz que dói quando uma força do mal está para tramar alguma, mas tenho uma intuição tão certeira que às vezes até assusta. só é pena isto nunca se ter aplicado à previsão dos números do euromilhoes.

[obrigada Márcia pelas lições de gramática :)]

quarta-feira, 14 de julho de 2010


sexta-feira, 9 de julho de 2010

sabes que algo está errado quando

sentas-te em cima de uma abelha e só te dás conta quando vês a desgraçada morta em cima da toalha e uma marca vermelha na zona onde esta te picou. a única explicação que encontro para não ter sentido a picada nem a dor é que provavelmente estava anestesiada com tanto calor.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

magnifique

Eli et Papilon

quarta-feira, 7 de julho de 2010


I know a girl from a lonely street
Cold as ice cream but still as sweet
Dry your eyes Sunday girl
Hey, I saw your guy with a different girl
Looks like he's in another world
Run and hide Sunday girl

Hurry up, hurry up and wait
I say awake all week and still I wait
I got the blues, please come see
What your loving means to me

She can't catch up with the working crowd
The weekend mood and she's feeling proud
Live in dreams Sunday girl

Baby, I would like to go out tonight
If I go with you my folks'll get uptight
Stay at home Sunday girl

Hey, I saw your guy with a different girl
Looks like he's in another world
Run and hide Sunday girl

When I saw you again in the summertime
If your love was as sweet as mine
I could be Sunday's girl

Hurry up, hurry up and wait
I say awake all week and still I wait
I got the blues, please come see
What your loving means to me
I got the blues

terça-feira, 6 de julho de 2010

segunda-feira, 5 de julho de 2010

e agora um pouco de cultura

Conseguem adivinhar para que servem estas réplicas de objectos do nosso dia-a-dia?


  
 


Estas réplicas de objectos são na verdade caixões! Sim, é isso mesmo. Isto é costume de um povo no Gana, que enterra os defuntos em caixões personalizados que a família encomenda respeitando os desejos do morto ou então de acordo com alguma característica sua. Vi num documentário, um policia a ser enterrado num caixão que tinha a forma de um agente da autoridade, mas antes foi apresentado às pessoas, sentado e segurando uma caneta na mão que representava o acto de passar multas! Deixo aqui um vídeo de uma publicidade que para além de bem original, explica melhor este estranho costume.

domingo, 4 de julho de 2010

pare, escute, olhe


Ontem, este excelente documentário, foi apresentado na antiga estação de Sendim.

antiga estação de Sendim antes da limpeza do terreno para a exibição do doc.

Esta iniciativa foi organizada pela Associação de Juventude de Sendim "Mirai Qu'Alforjas" e teve como principal objectivo e passo a citar «desenvolver uma acção em todas as estações abandonadas do país, porque para além de "património ferroviário público", fazem parte do património cultural e de desenvolvimento de muitos». Daniel Conde, 2010 - Movimento Cívico pela Linha do Tua.

Resta-me dizer que este tipo de iniciativas são de louvar porque é importante manter presente na memória das pessoas o valor e a importância desta parte histórica do património cultural de Trás-os-Montes.
Quanto ao documentário, acho que o realizador, Jorge Pelicano, tem um dom natural para captar sentimentos complexos em imagens simples, e a combinação estratégica destas com frases e momentos captados no percurso da criação do documentário fazem valer, e bem, o ditado "uma imagem vale mais do que mil palavras".