sexta-feira, 21 de março de 2014

em menos de 1 minuto, tomei uma decisão completamente espontânea que vai dar uma volta de 180º à minha vida.

quinta-feira, 20 de março de 2014

7 / 9


sábado, 15 de março de 2014

"da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do universo"





@instagram: monicascasado
Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer,
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura...

Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista à chave,
Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a nossa única riqueza é ver..

“O Guardador de Rebanhos”. In Poemas de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

lindo serviço

hoje, fui pela primeira vez à manicure. gostei muito do resultado. só foi pena ter estragado tudo ao tirar o cartão multibanco da carteira para pagar. ainda bem que não foi hoje que decidi furar o nariz.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

.


quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

não consigo deixar de pensar num senhor invisual que acompanhei hoje na estação do metro. era um senhor já com alguma idade, com um ar simples e levava um pequeno trolley atrás. ia viajar. deixou cair a bengala nas escadas rolantes porque alguém cheio de pressa empurrou-o para passar à frente. quando-lhe entreguei a bengala ainda brincou, bem disposto, com a situação. não costumo intervir nem oferecer-me para ajudar pessoas invisuais porque penso que às vezes podem ficar ofendidos ou embaraçados mas continuei a acompanhar o senhor até à linha de metro. ele agradeceu, simpático, mas de vez em quando soltava um suspiro. quando tive que o deixar fiquei com um aperto no coração ao pensar no restante percurso que senhor ainda tinha que fazer para apanhar o comboio numa estação bastante grande e movimentada. se já para quem vê andar de transportes públicos é complicado, imaginem para quem é invisual! espero que o senhor tenha chegado bem ao destino.

domingo, 12 de janeiro de 2014

há dias assim

                                                (tou farta que a minha vida seja isto)

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

só não perco a cabeça porque está presa ao pescoço!

ainda estamos no inicio do mês no inicio do ano e já perdi o meu colar preferido de sempre e o meu passe mensal já carregado para o mês. como não consegui tratar logo do passe carreguei um andante com 2 viagens para poder andar de autocarro e não é que as viagens não ficaram carregadas?! tive que pagar mais uma viagem e amanhã mais uma. e o motorista ainda achou piada à situação! ou isso, ou foi a minha expressão de desilusão quando me apercebi que tinha mandado 2€ e tal à vida. só nesta brincadeira de pagar viagens já desembolsei uns trocos. por mais anos que passem, há coisas que nunca mudam...as minhas distracções é uma delas!

domingo, 5 de janeiro de 2014

caro senhorio,