sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

o antídoto para a minha má disposição

broken bells - the high road

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

grrrrrrrrrrrrrr

.
oh pah, já tive dias melhores!

domingo, 20 de fevereiro de 2011

what i watched last night

recomendo! 

sábado, 19 de fevereiro de 2011

alguém me sabe dizer o que o josé carlos malato anda a fumar?

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

3 contos e 800 paus*


comprei esta mala numa pequena loja tradicional no centro do porto. todos os dias passava por esta loja e já sabia a montra de cor - malas e pastas foleiras dos anos 90, mochilas verde-alface e roxas old school, sapatos e sapatilhas igualmente medonhos e passados. hoje, decidi entrar por curiosidade e com a ideia de encontrar algo interessante e não é que encontrei mesmo! o preço ainda estava escrito à mão em escudos e a etiqueta já estava descolorada, tal como a própria mala que também já apresenta sinais do tempo. ainda assim acho que foi uma boa compra e consegui trazê-la por mais de metade do preço!

*eu sou do tempo dos contos e dos paus a.k.a escudo$

só para que saibam*

o nome completo do Rei D.Luis I é Luís Filipe Maria Fernando Pedro de Alcântara António Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis João Augusto Júlio Valfando de Saxe-Coburgo e Bragança

*post non-sense resultado de (mais) uma pausa após ter escrito outro paragrafo para o relatório
e efeito secundário do meio litro de coca-cola que bebi ao jantar.

mais uma cena que vale bem o tempo perdido. juro!


esta gente só me arranja distracções! o relatório fica em stand-by,
obviamente.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

jovens desocupados e pessoas aborrecidas em geral,

deram-me a conhecer um jogo espectacular para aqueles tempos mortos; tipo, quando estamos a fazer um relatório e ficamos muito cansados depois de escrever um paragrafo inteirinho sem interrupções e precisamos de uma pausa. o jogo consiste num génio que adivinha sempre em quem estamos a pensar. acreditem que eu já lá passei algum tempo a pensar nas pessoas e personagens mais rebuscadas e improváveis e não falhou uma. mesmo! para comprovarem é só clicar aqui

sabes que és teimosa que nem uma mula*

quando tens tanta certeza do código pin que estás a inserir que apesar de dar código errado insistes em marcar o mesmo até que este seja engolido pelo mb. (estava a inserir o código certo para o cartão errado).

*sei que é uma expressão pejorativa, mas adequa-se a situação.
 tanto quis ser teimosa que acabei por me lixar!


sábado, 12 de fevereiro de 2011

e pronto,

cheguei hoje ao fim do meu estágio curricular. o balanço é positivo, sem dúvida. termino esta etapa confiante da minha opção e cheia de motivação para começar a aplicar o que aprendi e acho que essa é a melhor recompensa de todas. claro que ainda tenho imenso para aprender e tenho a perfeita consciência que isto foi apenas a ponta do icebergue. lidar com um fenómeno social tão complexo e em constante mutuçao tem muito que se lhe diga, oh se tem. à parte disto, é inevitável que uma experiência destas não afecte a nossa maneira de ser. afinal, estamos a lidar com pessoas e com histórias de vida que nem se quer conseguimos imaginar de tão dramáticas que são. em quatro meses presenciei testemunhos de pessoas com problemas de verdade - mães que se se sentem humilhadas porque se antes pediam para sustentar o vicio, agora têm que pedir para poder alimentar os filhos, senhores que põem super cola-na boca para segurar os dentes da placa porque não têm outra solução e reparei, sempre que um utente tirava a carteira para mostrar algum documento, que esta apenas continha papelinhos, documentos e bilhetes; nunca vi sinal de moedas, muito menos de uma nota. a expressão "é triste ser pobre" nunca fez tanto sentido. foram quatro meses intenso e se por vezes tive que conter as lágrimas, também houve momentos em que tive que abafar gargalhadas de situações mais caricatas. entrei céptica em relação àquelas pessoas por causa de coisas que me diziam e afinal não passaram de simples preconceitos. sim, houve malandros e gente desadequada, mas a maioria era simples e humilde com necessidade de afecto. aos poucos consegui conquistar a confiança destas pessoas, ao ponto de me contarem coisas pessoais que nem se quer constam nos processos. cumprimentavam-me na rua e perguntavam por mim quando não estava e no final de contas afeiçoei-me sem querer e apercebo-me disso porque fico triste quando penso no que o futuro lhes reserva. felizmente, também conheci excelentes profissionais com grande sentido humanitário e sensibilidade que fazem tudo o que lhes está ao alcance e mais para ajudar estas pessoas e é isto que me tranquiliza um bocadinho, porque sei, que apesar de às vezes não terem os recursos para ajuda-los economicamente, têm a disponibilidade e o dom de escutar e dar um pouco de conforto através das palavras, e às vezes isso faz toda a diferença.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

jovens e pessoas em geral,

estejam atentos à publicidade que recebem no correio porque entre a dica da semana, o coise do professor bambo e restantes desperdícios de papel que ninguém lê podem encontrar um folheto da olá com uma promoção muito simpática que oferece um sundae e outros descontos espectaculares nos gelados! 

eu juro que não estou a receber nada por esta publicidade,  simplesmente 
quero que sejam felizes e toda a gente sabe que um dos segredos da felicidade é comer um bom gelado. 
e agora vou ali comer um swirl e já venho!

estou víciada

pretty lights - almost moving

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

eu juro que hoje vi um cartão musical (daqueles que tocam uma musiquinha irritante sempre que os abrimos) com a seguinte mensagem: "adoro a melodia dos teus beijinhos". 

já agora, eu acho o dia dos namorados uma mariquice desnecessária porque quando gostamos de alguém, não precisamos de um motivo e uma data especial para tratarmos essa pessoa bem. fazemo-lo simples e naturalmente. 

mas é melhor não me levarem a sério, até porque eu sou daquelas pessoas 
que nunca teve um namoro sério com pedido formal, datas especiais e afins.
mas não foi por isso que deixei de ser feliz e de viver histórias propicias a novela da tvi.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

insisto em beber coca-cola ao jantar e depois queixo-me

dear brain,

would you please shut up so i can sleep?

yours sincerly*

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

eu juro que hoje vi um homem a usar um corta-unhas (daqueles grandes) como porta-chaves.